Passaram quatro anos sem tentar resolver o problema e em menos de um mês a ideia que surge é de tirar os moradores de ruas para locais mais apropriados e dignos, serão qualificados, empregados e todo o programa pelo publicado, não terá dinheiro público, mas a iniciativa privada, ainda pagando salário a estes de R$ 937,00 – espero que sem registro em carteira para assim sobrar mais aos moradores de rua – para muitos isso pode soar surreal, como o governo não vai usar o dinheiro público para isso?

Pois é, o dinheiro público pode ser usado de outras formas, neste caso é assertivo que o dinheiro venha da iniciativa privada, irá gerar emprego e o benefício será mútuo, a administração passada dava mais de R$ 15 milhões por mês a ONGs de “amigos”, e o que víamos eram moradores de rua largados a própria sorte.

É preciso pensar no problema seja ele qual for e ver uma saída diferente da convencional, onde o dinheiro “abundante” proveniente de impostos são mal utilizados quase como uma regra e fazer realmente uma mudança a meta é tirar mais de 20 mil moradores de rua, vamos fiscalizar e cobrar, por enquanto as bolas foras quem está dando é a turma do quanto pior melhor.

Saiu Fernando Haddad, entrou João Doria, que surpreenda muito mais positivamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *