Protestos – Sociedade 10 x 0 Sindicatos

Terminamos mais uma semana, nela com um acontecimento interessante, após as manifestações populares, os sindicatos acordaram e quiseram pegar a onda de protestos, bloqueios de vias.

Mas o interessante é que em comparação com a espontânea manifestação popular, praticamente não havia ninguém, em algumas vias cerca de 10 a talvez no máximo 150 pessoas – se a globo calcular tinha cerca de 20mil pessoas – mas por qual razão seria este desinteresse da população pelas manifestções? Seria talvez por que não querem mais se manifestar? O estado reprimiu tanto que esfriou a vontade?

Não, não é definitivamente isto que aconteceu, mas o fato é que todos os sindicatos de um modo ou outro, estão ou são parte política dos partidos que hoje aí estão, é a Força Sindical que é do PDT, CUT e CGT que tem um envolvimento de anos com PT de alguma maneira, e assim vai, hoje creio que posso dizer sem receio de errar, que todos os partidos tem um pé em algum sindicato e sindicatos virando partidos.

Então, o qual é mesmo a insatisfação da população com relação aos partidos? Eles deixaram de representar o povo, para representar a si mesmos e interesses próprios e de seus parceiros financiadores de campanhas, alguns até financiando mais de um partido ou candidato, é como uma aposta em um turfe, onde você aposta no cavalo vencedor analisando ou o cavalo ou o jockey.

E oque acontece com os sindicados então e o que tem haver? O trabalhador já é esfolado pelas péssimas condições de vida, sim, de vida, antes dele trabalhar, tem a casa dele que mesmo com ajuda através de bolsas do governo não consegue melhorar, pois tem que pagar condução, remédios, sindicado, entre outros. Já trabalhei dentro de sindicado e vi a cena ridícula de um sindicalista dizendo que o sindicato não é para fazer obra assistencial, quando um dos seus contribuidores pedia uma ajuda financeira pois estava com a família passando necessidade.

Então para que serve mesmo um sindicato? Para mediar conflitos de interesses entre patrão e funcionários! Sei, então por qual razão uma vez ou outra se faz greve e a pauta com uma lista de mais de dez itens, sendo o primeiro item um reajuste salarial, quando satisfeito, os demais itens são deixados de lado? Não buscam muitas vezes uma melhoria real do ambiente de trabalho, não posso afirmar por desconhecimento, mas arrisco dizer que nao fiscalizam sem aviso o ambiente de trabalho dos seus associados.

Uma empresa tem que pagar um sindicato, o funcionário tem descontado da sua folha de pagamento um dia de trabalho para o sindicato, enfim, todos pagam para o sindicato e coitada da empresa senão pagar! Valores para empresa e pouco importa se você é um autônomo ou um mega emrpesário, vai pagar no mínimo R$ 300,00 – tire um CNPJ e vai receber rapidinho um boleto de contribuição – e para onde vai esta grana toda?

Pois é, será que prestam contas para seus associados? Será que msotram em que é investido esta grana toda? Já viu algum sindicato fechar as portas por falta de dinheiro?

Eu preferiria ver um país sem a figura e configuração atual de sindicatos, mas algo que fosse como um mediador de classe, e que tivesse uma funcionalidade de verdade, e não apenas para se contribuir obrigatoriamente, tão pouco apenas para ficar fazendo greve, paralizações e por muitas e diversas vezes descumprindo uma ordem judicial. Tão pouco ainda prejudicar o ir e vir dos trabalhadores de outras classes e até mesmo autônomos que precisam trabalhar, não sou contra paralização, sou contra o egoísmo de classe, por qual razão a minha reinvidicação tem que roubar o direito de meu semelhante?

Questiono baseado nas últimas manifestações, como a greve dos professores, que não tiveram suas reinvidicações atendidas sequer 1% do que pediam, o mesmo aos profissionais de saúde, metroviários então, fizeram greve e não tiveram até onde sei melhoria de trabalho, condições, escalas.

É interessante também ver que existem sindicatos até de quem trabalha em sindicatos – Sindicato dos funcionários classissistas – também é interessante que se você é um profissional de uma classe, mas trabalha em uma empresa que é de outra classe quem regirá o seu ganho será este outro. Por exemplo que você seja da área de enfermagem, trabalha em uma indústria química, seu piso salarial será do sindicato ligado a indústria química, que com certeza terá um valor abaixo da sua categoria,  ou seja se poderia ganhar R$ 1.000,00 por um irá receber R$ 800,00 pelo outro.(Existem poréns mas não irei entrar em detalhe)

Tivemos em São Paulo – capital – até tiroteio, além do fechamento no mesmo dia de terminais que acabaram por prejudicar a todos que dependem do transporte para ir trabalhar, colocaram o caos na cidade.

Então, para que o sindicato da forma que está hoje, por qual razão será que não teve tanta adesão nas manifestações capitaneadas por eles? Todos se cansaram, e por isso até pagaram para alguns participarem.

Rodrigo Rey

Consultas:

http://www.cut.org.br/ponto-de-vista/artigos/4343/as-centrais-sindicais-brasileiras-historia-concepcoes-e-formas-de-atuacao

http://www.guiatrabalhista.com.br/guia/contr_sindical_empregados.htm

http://www.cnpl.org.br/quempaga

http://www.infomoney.com.br/minhas-financas/noticia/2270142/trabalho-imposto-sindical-pode-ser-substituido-por-contribuicao-negocial

http://blogdoedwilson.blogspot.com.br/2013/07/central-sindical-paga-manifestante-para.html

http://taxiemmovimento.blogspot.com.br/2013/07/ugt-paga-cache-de-r-70-para.html

Comentários

comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

thirteen − 6 =