Ao iniciar meus estudos sobre política, tive a compreensão da dimensão e diversidade das posições ideológicas e com isso percebi que o binarismo de “direita e esquerda”, não abriga todos os posicionamentos. Acabei por conhecer o libertarianismo, em especial a corrente “bleeding heart” – clique e conheça a respeito – busca a atenção às necessidades das pessoas economicamente sensíveis. Com o devido acesso as mesmas oportunidades, é preciso pensar no indivíduo como o responsável pelo seu próprio crescimento.

Algumas das características do Libertarianismo “bleeding heart” : 

    • Liberdade de empreender;
    • Simplificação e redução do estado;
    • Unificação dos impostos;
    • Transparência;

A responsabilidade e liberdade individual é algo em que acredito. Tenho, mas não de forma fechada, meus posicionamentos a respeito de alguns eixos que compartilho abaixo:

Educação

Quando colocamos para discussão este tema, não trata-se de forma separada a estrutura educacional e o sistema educacional, ambos são importantes para um debate sério a respeito, temos a LDB – Lei de Diretrizes e Bases da educação – que permite que tenhamos uso de sistemas de ensino, além da aplicação de conteúdo de forma diferenciada. 

A descentralização do ensino, autonomia das unidades escolares, a adoção das escolas públicas por entidades educacionais que possam contribuir para a melhora do ensino, trazer os pais e responsáveis para dentro da escola, um espaço para aprendizagem e não ensinagem, projetos educacionais que permitam o crescimento da criança e do jovem como indivíduo com base e preparado para a sociedade e não apenas com vistas ao mercado de trabalho.

Meio Ambiente

É preciso pensar no meio ambiente não como algo distante de nós, pois fazemos parte, o desenvolvimento econômico não é contrário a preservação e manutenção do meio ambiente, é possível termos inclusive florestas privadas, onde se explora de forma consciente um determinado espaço.

A proteção ao meio ambiente pode ser feita pela iniciativa privada, governos não são bons para gerir florestas, recursos hídricos, que por sinal, tem um histórico terrível. Proteger o meio ambiente requer uma definição clara e aplicação de direitos e responsabilidades individuais em relação a recursos como terra, água, ar e vida selvagem. Quando os danos p